Roteiro de 5 dias em Santiago do Chile

Com as férias de julho e temporada de neve na América do Sul, muitas pessoas pensam em viajar pra lugares como o Chile. O país é lindo e cheio de atrações. Santiago – a capital que fica aos pés da Cordilheira dos Andes e tem mais de 5 milhões de habitantes, é uma das cidades mais interessantes do continente, com opções que vão desde locais históricos e estações de esqui até vinícolas e restaurantes estrelados. Veja aqui um roteiro de 5 dias, com tudo o que você precisa ver na primeira viagem à capital chilena.

Cordilheira dos Andes

Santiago fica a 4 horas de voo de São Paulo, sendo um destino próximo, mas não tão compacto pra ser explorado em um final de semana. Talvez um feriado seja o suficiente, mas com 5 dias você consegue ter uma noção melhor do local e pode fazer passeios que vão além da cidade.

A moeda local é o peso chileno (1 real vale cerca de 200 pesos – uma água custa uns 1000 pesos, se for no supermercado uns 400). Antes de ir pesquise a cotação do peso no Brasil. Em geral vale mais a pena trocar por lá, mas evite a casa de câmbio do aeroporto que tem uma cotação ruim e procure trocar em dias úteis. Para ir você pode usar o passaporte ou identidade com menos de 10 anos e em bom estado (algo bem subjetivo), mas recomendo fortemente usar o passaporte e evitar frustrações que podem ir desde a moça do check-in da empresa aérea até o oficial de imigração.

O aeroporto localiza-se a pouco mais de 20 km dos bairros mais populares entre os turistas. As opções de transporte ficam entre transfers (compartilhados ou não), ônibus e táxis (se não estiver sozinho o táxi é a melhor opção). Procure pegar os táxis oficiais do aeroporto (há dois guichês na área das esteiras de bagagem, eles aceitam cartão e custam cerca de U$ 35,00).

Santiago possui várias opções de hospedagem, que vão desde hotéis renomados até hotéis de rede e apart-hotéis, algo bem comum por lá. Procure ficar entre os bairros de Las Condes, Providencia ou Lastarria. Providência, em particular, é uma ótima opção, pois fica perto de tudo o que você precisa conhecer e com várias estações de metrô disponíveis. Em 2015 ficamos no Ibis Providência e não tivemos problemas, hotel limpo e confortável na medida.

Considerando uma viagem de 5 dias, adapte o roteiro de forma que melhor se encaixe nas suas preferências:

DIA 1:

Comece pela Casa Museo La Chascona, uma das três casas do poeta e diplomata chileno Pablo Neruda. A casa é um mergulho na sua personalidade e inicialmente serviu como esconderijo para sua vida com Matilde Urrutia, sua enfermeira (e amante). Posteriormente Neruda mudou-se para a casa, onde construiu diversos anexos e acumulou quadros, livros e objetos diversos. O ingresso custa $ 7.000,00 pesos e o passeio inclui um audioguia que ajuda a entender cada ambiente. Se estiver em Providencia uma caminhada de 20 minutos te leva até lá, caso contrário ou caso prefira, a estação de metrô mais próxima é a Baquedano. Mais informações aqui.

De La Chascona, uma caminhada de 3 minutos te leva até a entrada do funicular que sobe ao mirante do Cerro San Cristóbal (custa cerca de $ 3.000,00 pesos, mais informações aqui), de onde se tem uma vista incrível da cidade com a cordilheira ao fundo.

Entrada do Funicular
Vista do alto do Cerro San Cristóbal – é comum ter essa neblina por lá

É lá também que fica uma estátua enorme da Imaculada Conceição (que você já deve ter visto lá de baixo). Lá em cima há uma igreja e algumas barraquinhas que vendem bebidas e lanches. Não deixe de provar a empanada chilena e o mote com huesillos – uma bebida bem tradicional feita com pêssegos, trigo e um suco/caramelo bem adocicado! Você pode tomar o suco e comer os pêssegos e o trigo, que é macio. A bebida não agrada a todos mas eu achei bem gostosa.

Empanada e mote com huesillos

O cerro fica dentro do Parque Metropolitano e caso queira pode fazer uma parada – na subida do funicular – no Zoológico Nacional (deve ser um programa legal pra quem vai com crianças).

Saindo dali, uma caminhada de 5 minutos pela Avenida Pio Nono te leva até o Patio Bellavista, um complexo, literalmente um pátio, aberto, com vários restaurantes, bares, lojas, música e ambiente agradáveis. Escolha um lugar pra almoçar e aproveite pra experimentar o também tradicional Pisco Souer, bebida feita a base de pisco (aguardente da uva), limão, gelo e açúcar.

Depois do almoço continue andando pela Avenida Pio Nono e passando o rio você estará no  Parque Florestal, aproveite a caminhada pelo meio do parque e siga até o Museu Nacional de Belas Artes, que possui entrada gratuita e funciona de terças a domingos (aliás, muitas das atrações ficam fechadas nas segundas-feiras, fique atento!).

Parque Florestal
Vista do Parque Florestal a partir do Museu Nacional de Belas Artes
Esculturas
Museu de Belas Artes

Termine o dia em algum dos diversos restaurantes e bares da capital, o Liguria pode ser uma boa opção.

DIA 2:

Dia de explorar o centro antigo. Pegue o metrô até a estação La Moneda para acompanhar a troca da guarda do Palacio La Moneda (ocorre a cada dois dias, às 10h). Para mais informações ou se quiser agendar uma visita guiada ao palácio, clique aqui.

Palacio La Monea

Conheça a Plaza de Armas, Catedral Metropolitana, Museu Histórico Nacional e o Museu de Arte Pré-Colombiano. Nessa região existem várias casas de câmbio, aproveite pra trocar seus reais.

Esculturas no Museu de Arte Pré-colombiano

Três quadras da Plaza de Armas está o Mercado Central. Não muito bonito ou atraente mas vale a visita, senão pra almoçar pelo menos pra conhecer os diversos frutos do mar produzidos no Chile, entre eles as enormes (e caríssimas) Centollas, uma espécie de caranguejo gigante que pode custar até R$ 500,00.

Se você gosta de museus aproveite pra ir até o Museu da Memória e Direitos Humanos, entrada gratuita. Partindo do Mercado Central dá pra ir de táxi, ônibus (L5) ou numa caminhada de uns 35 minutos. Na volta pare na estação Santa Lucia do metrô para conhecer o Cerro Santa Lucia, bem menor mas não menos bonito que o San Cristóbal.

A programação desses dois primeiros dias sugeridos pode ser enxugada caso você não tenha 5 dias por lá

DIA 3:

Saindo de Santiago, um bate e volta interessante é o que se faz até Viña del Mar e Valparaíso. Você pode contratar o passeio com alguma das inúmeras agências ou ir por conta própria, que é bem mais barato e te dá liberdade de escolher onde quer gastar mais ou menos tempo. Partindo do Terminal Pajaritos ou do Terminal Alameda (estações de metrô com o mesmo nome), saem ônibus das empresas TurBus e Pullman a cada 15 a 30 minutos. As passagens podem ser compradas online ou na hora (há sempre boa disponibilidade, mas online têm algumas promoções) e custam cerca de $ 4.000,00 o trecho. A viagem dura umas 2h. A sugestão é que você pegue o ônibus de Santiago até Valparaíso, explore a cidade e siga com o metrô de superfície ou ônibus até Viña del Mar. As cidades ficam bem próximas, coisa de 10 minutos, retornando ao final do dia de Viña até Santiago.

Valparaíso
Valparaíso
Porto em Valparaíso
Relógio de Flores em Viña del Mar
Balneário de Viña del Mar 
Viña del Mar
Viña del Mar
Águas do Pacífico
Viña del Mar
Museo Fonck
O museu conta com um dos dois únicos Moais Rapa Nui que estão fora da Ilha de Páscoa, ele fica nos jardins, na parte externa. A partir da região do Cassino de Viña, 10 minutos de caminhada te levam ao museu, vale a pena.

DIA 4:

Reserve o dia pra conhecer uma das vinícolas da região. Veja mais detalhes nesse post.

Aproveite o final desse dia pra conhecer o Shopping Costanera, mais novo centro comercial de Santiago e que possui um mirante no último andar.

DIA 5:

Ainda que não saiba ou não queira esquiar, se você viajar durante a temporada de neve reserve um dia pra conhecer alguma das estações de esqui de Santiago (Farellones, El Colorado, La Parva ou Valle Nevado), a paisagem do alto da montanha é incrível e é uma maneira excelente de encerrar essa viagem!

Panorama da estação de ski no Valle Nevado – muita neve e céu azul!

 

Assine o blog por email (caixa à direita) e sempre que sair um post novo você será informado!

PRA SUA VIAGEM

Na dúvida sobre qual hotel escolher? O Booking tem diversas ofertas, com opção de cancelamento grátis!

Precisa alugar um carro? A RentCars compara preços em mais de 100 locadoras e você não paga IOF

Não esqueça do Seguro Viagem! A Seguros Promo garante o melhor preço e ainda tem 5% de desconto pra leitores do blog, é só usar o cupom RELATOSDEVIAGEM5

*O Blog Relatos de Viagem é afiliado do Booking, RentCars e Seguros Promo e recebe uma comissão pelas vendas feitas através dos links divulgados aqui. O leitor não paga nada a mais por isso (em alguns casos tem até desconto!) e contribui pra que novas dicas e fotos de viagens sejam trazidas pra cá!


 

3 comentários em “Roteiro de 5 dias em Santiago do Chile

    1. Olá Clayr.. Pelo site das empresas encontrei que o último horário é as 22h, mas você pode confirmar no momento da chegada na rodoviária. Boa viagem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *